sábado, 19 de abril de 2014

Números

Na cena final de Monsier Verdoux, o desabafo cinematográfico de Chaplin sobre as repetidas intromissões de todos em sua vida matrimonial, o personagem principal do banco dos réus afirma: "Os números santificam. Eu mato uma pessoa, sou um assassino. Tivesse matado um milhão seria um herói."
Raciocínio semelhante, porém inverso acontece na internet. Fale mal de alguém, em uma conversa de bar ou em um encontro casual na rua e você corre o risco de receber um sorriso de aprovação. Coloque o mesmo comentário, sobre a mesma pessoa em uma rede social onde milhares poderão ler e o advogado do insultado entrará em contato para exigir a devida reparação monetária.

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Homem de Ferro

Tenha um mordomo particular em seu smartphone
A ficção sempre tenta antecipar o futuro, ou pelo menos mostrar o que temos de mais avançado em tecnologia, hoje. Nos três filmes Homem de Ferro, um dos recursos utilizados pelo milionário que mais chama a atenção é aquela interface tridimensional fantástica. Embora tenhamos hoje dispositivos que reconheçam os gestos humanos e até mesmo o movimento de nossos olhos, a exibição de informações em 3D sem o auxílio de uma tela está meramente engatinhando. Ainda não é possível inundar a sala com imagens e manipulá-las com nossas mãos e olhos. Ainda não. Porém, se você tem curiosidade em ser, pelo menos por alguns instantes, um Tony Stark, você está com sorte.

sábado, 31 de agosto de 2013

Frio de Rachar
Como os bravos inuit finalmente podero navegar onde mais querem
Todo mundo gosta de dar uma navegada. Seja enquanto espera o nibus, entre uma tarefa e outra no escritrio, ou mesmo em meio ao jantar, comum dar uma paradinha e olhar as ltimas novidades e ver se algum comentou algo sobre o seu ltimo e sensacional post nas redes sociais. Todo mundo. No a toa que o Google est testando bales na Nova Zelndia e empresas instalam antenas com sinal para celular em meio ao Saara. Todo mundo quer sinal de internet. Os bravos inuit tambm. Moradores do crculo polar rtico (no correto cham-los de esquims), eles habitam a ltima fronteira terrestre e esto prestes a conhecer a web.

domingo, 30 de setembro de 2012

Verdade Oculta


É impressionante a quantidade de informação existente na web. Pena que nossos cérebros não foram feitos para assimilar tantos dados assim. Não estamos acostumados a lidar com essa torrente de palavras, imagens e sons descarregada em nossos lares e escritórios todos os dias e a qualquer hora. Onde existe excesso de informação existe também, proporcionalmente, uma grande quantidade de desinformação. Falo das teorias da conspiração que sempre existiram e sempre existirão. Ninguém seria insano de afirmar que a nossa história é conhecida em todos os detalhes, nem que governos e grandes companhias (e as pessoas que as controlam) não estejam interessados em ganhar cada vez mais dinheiro.

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Uma Espiadinha


Quer saber como está a festa sem precisar ir até o local?

Finalmente alguém inventou algo que tem um real valor para a sociedade. A empresa SceneTap desenvolvou um aplicativo de detecção facial para usos em bares e clubes noturnos. Segundo eles, detecção facial é diferente de reconhecimento, já que o aplicativo não tenta descobrir a sua identidade e sim, através dos traços do rosto, dar um bom palpite sobre o seu sexo e a sua idade. Ainda segundo eles, nenhuma informação que comprometa a privacidade seria armazenada ou transmitida. E qual seria a utilidade prática do SceneTap?

terça-feira, 29 de maio de 2012

Dinheiro Na Mão


Aparentemente o Facebook não sabia que o capitalismo continua selvagem

Semana passada a empresa Facebook estava em festa. Iria finalmente estrear na NASDAQ, a bolsa de valores americana especializada em negócios que envolvam tecnologia, com grande expectativa. Dona de fato da fatia social da internet, diversos grupos econômicos fizeram grandes apostas na entrada da empresa no mercado das ações. Meio que alheio a tudo isso, Mark Zuckerberg (se você não sabe quem é, assista “A Rede Social”) realizava seu casamento em cerimônia extremamente simples, no jardim de sua casa. Pois a tão aguardada estreia foi um fiasco.

terça-feira, 22 de maio de 2012

Está No Mapa


Todo mundo conhece, e usa, o Google Maps. Uma maneira muito prática de encontrar endereços e definir trajetórias. Como não poderia deixar de ser, a Microsoft lançou um serviço semelhante, o Bing Maps, para concorrer com o Google. Como não caiu no gosto do público, a Microsoft resolveu inovar. Em um projeto beta (ainda em testes para o público estadounidense) o site Bing além de sugerir uma trajetória via automóvel, ou a pé, ele pode unir ao mapa dados de ocorrências policiais e montar um percurso provavelmente mais “seguro”, evitando ruas e bairros com grande número de assaltos.

Já Está Na Hora


A relação professor-aluno historicamente sempre foi marcada por um desequilíbrio de forças. Antigamente, os mestres detinham o conhecimento em suas mentes e procuravam transferir aos alunos parte de sua sabedoria. Alguns com mais posses e recursos, possuíam até um livro, tesouro dos tesouros. Já os alunos, esses nada tinham a não ser a sede de aprender. Depois houve uma melhora: os livros se popularizaram e tanto professor como estudante carregavam em suas sacolas um ou mais exemplares. A diferença, ainda a favor do professor, era que o seu livro continha as perguntas já previamente respondidas no chamado ‘exemplar do professor’. Uma grande comodidade. Muito recentemente as coisas mudaram um bocado.

Parece Mas Não É


Um jornalista de São Paulo realizou uma experiência curiosa e, até certo ponto, amedrontadora. Durante seis meses, sem o conhecimento dos editores do jornal onde ele trabalha, e sem que nenhum dos seus leitores habituais percebesse, ele utilizou um aplicativo que gera texto automaticamente para sua coluna. Este software, através do uso de algumas palavras chave, pesquisa por textos na internet que tenham alguma relação com as palavras escolhidas, monta um linha de discurso preliminar, corta as redundâncias e entrega prontinho uma nova redação sobre o assunto que você desejar. Gerou muita controvérsia naturalmente, porém o mais inquietante foi o fato de ninguém ter conseguido descobrir que as colunas, durante meio ano, foram escritas por um computador.

Útil e Agradável


Um cidade mexicana enfrentava dois problemas sérios da atualidade. A sujeira deixada pelos donos de cachorros na grama do parque principal (parece familiar?) e a falta de pontos públicos de acesso wireless no município. Até que alguém teve uma brilhante ideia. Instalaram no parque uma mini usina processadora de dejetos. Ela é realmente compacta, menor que um refrigerador doméstico, destes que temos nas cozinhas. Os proprietários de animais de estimação podem agora recolher os dejetos de seus bichinhos, e depositá-los na usina para serem processados. As fezes recolhidas são suficientes para gerar uma pequena porém útil quantidade de energia elétrica. E porque as pessoas agora passaram a recolher a sujeira adotando um hábito mais higiênico e civilizado?